Conversão do percentual de 2%

Conversão traz variações, mas não representa reajuste do FioSaúde

Em abril de 2010, a FioSaúde alterou a cobrança de 2% sobre o salário do titular do plano em uma outra forma de composição de preços de contribuição não baseada em percentuais, com base na Portaria Nº 3 do Ministério do Planejamento e Orçamento.
 
A alternativa, aprovada pelo Conselho Deliberativo e Diretoria Executiva do Instituto foi converter esses percentuais em valores fixos de acordo com a faixa de remuneração.

Tabela de conversão do percentual de 2% em valor fixo

Faixa de remuneração

Valor

0

R$ 2.499,99

R$ 33,00

R$ 2.500,00

R$ 3.999,99

R$ 67,00

R$ 4.000,00

R$ 5.499,99

R$ 95,00

R$ 5.500,00

R$ 6.999,99

R$ 121,00

R$ 7.000,00

R$ 8.499,99

R$ 155,00

R$ 8.500,00

R$ 9.999,99

R$ 184,00

R$ 10.000,00

R$ 11.999,99

R$ 217,00

R$ 12.000,00

R$ 12.999,99

R$ 250,00

A partir de

R$ 13.000,00

R$ 270,00

Observação: 
Os titulares da FioSaúde (inclusive os pensionistas) deveriam somar o valor por faixa correspondente à remuneração na tabela da esquerda à antiga tabela de preços do FioSaúde. Lembramos que ficou mantida a cobrança da co-participação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
É importante ressaltar que a conversão dos percentuais para a cobrança por valor fixo pode trazer variações no preço final da mensalidade do titular do FioSaúde. A formatação da nova tabela teve como objetivo adotar os valores mais próximos daqueles que são pagos hoje pelos usuários do plano. 

 

 

 Cada linha da tabela corresponde a uma faixa salarial, de acordo com a remuneração do servidor (titular do plano). Foi mantido o teto de R$ 13.000,00, que já era o limitador do desconto de 2% sobre o salário do servidor.