Filhos estudantes dependentes (com idade entre 21 e 24 anos)

A FioSaúde divulga regras de encaminhamento de documentação atualizada no caso de beneficiários que possuem dependentes estudantes com idade entre 21 e 24 anos.

De acordo com os regulamentos  dos planos da FioSaúde, o titular tem o direito de manter filhos, enteados e menores sob guarda como dependentes, desde que sejam estudantes de curso regular reconhecido pelo MEC.

Para garantir tal direito é necessário que – a cada semestre – a documentação comprobatória da matrícula na instituição de ensino seja apresentada à FioSaúde.

Fique atento aos períodos de entrega:

Apresentação dos documentos referentes ao primeiro semestre letivo: no mês de março, até 31/3

Apresentação dos documentos referentes ao segundo semestre letivo: no mês de agosto, até 31/8

Com isso, quem tem jovem(ns) nesta situação deverá encaminhar nos períodos anteriormente mencionados UM dos documentos abaixo:
- Declaração da instituição de ensino referente ao segundo semestre  ou

- Boleto do mês atual pago   ou

- Ficha de inscrição em disciplinas atualizada    ou

- Carteira de estudante da própria instituição de ensino (com validade)

Os titulares podem entregar a documentação na Central de Atendimento da FioSaúde, ou fazer o envio dos arquivos digitalizados pelo email atendimento@fiosaude.org.br, pelo fax (21) 3865-1805, pelos Correios (confira endereço de correspondência em www.fiosaude.org.br/enderecos) ou utilizar uma das caixas de autoatendimento (cujo mapa de localização pode ser conferido em www.fiosaude.org.br/autoatendimento).
-------------------------------------------------------------

Lembramos que, nos casos de titulares que não encaminharem à FioSaúde documentação atualizada de dependentes estudantes até a data limite, os dados serão atualizados junto ao Cadastro da Direh/Fiocruz e enviados ao Siape, sem a informação de permanência deste(s) dependente(s) como estudante(s) - o que não garante ao servidor o recebimento de per capita do MPOG relativo a este(s) familiar(es).  Conforme já divulgado anteriormente, nesses casos em que não forem repassados os valores referentes ao per capita, a Caixa de Assistência cobrará do beneficiário o valor integral de tabela do plano de saúde.