Orientações sobre Dispositivos Médicos Implantáveis (DMI)

Veja mais detalhes sobre a rastreabilidade

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) disponibilizou em seu portal na internet, na página do Projeto Sua Saúde, orientações aos beneficiários de planos de saúde sobre os DMI’s, Dispositivos Médicos Implantáveis. O material tem por objetivo esclarecer o que são e para que servem; além de alertar para a necessidade de participação do paciente na tomada de decisão junto ao profissional de saúde antes e após o implante de um DMI.

Os Dispositivos Médicos Implantáveis (DMI’s) são dispositivos ou tecidos inseridos dentro do corpo ou sob a pele. Podem ser feitos de pele, osso, outros tecidos do corpo e até mesmo de metal, plástico ou cerâmica. A maioria destes implantes (stents, marca-passos, cardiodesfibriladores, próteses e órteses, placas e parafusos etc) tem por objetivo substituir um membro ou uma parte do corpo. Outros liberam gradativamente medicação, monitoram funções corporais ou proveem suporte a órgãos e tecidos.

Confira os detalhes sobre a rastreabilidade:

 

Confira a íntegra do material da ANS, que também aborda precauções que pacientes que usam estes equipamentos precisam adotar em viagens, clicando AQUI.   

Enviado por comunicacao em qua, 06/12/2017 - 14:57.
Ver outras notícias sobre